Visite
Ajoutez à vos favoris
Recommandez LB
o Louvre com a Bíblia
default.titre
default.titre
Subscreva à Newsletter !
www.louvrebible.org
Antiga Mesopotâmia
Mesopotâmia
Assíria Nínive
Arslan Tash, Barsip Til
Palácio de Dario, o Irã
Phoenicia Arábia Palmyra
Síria costeira
Ugarit Byblos




 

Código de Hamurabi     Sb 8

 
 
Richelieu Sala 3
 
 
Um ancestral da Lei Mosaica?
 
 
 
 
Esta estela inscrita em basalto negro foi erigida
pelo rei Hamurabi da Babilônia nos últimos anos
de sua vida, no século XVIII AEC
 
 
Coleção de sentenças que se relacionam
com casos exemplares de jurisprudência,
trata-se principalmente dum testamento político, dum monumento à glória do soberano,
que expõe seu modelo de sabedoria e justiça.
 
Escrito em acadiano e apresentado numa repartição por gavetas, o texto inclui um prólogo e um epílogo que enquadram um corpo de duzentos e oitenta e oito artigos.

Código de Hamurabi,

Na parte superior da estela, a cena esculpida representa o rei com uma mão levantada para a boca, tradicional gesto
de devoção, diante do deus sol Shamash, identificado pelas chamas que saem dos seus ombros.

Este deus da justiça estende ao soberano
o anel e a vara, emblemas de medição e de justiça, símbolos de autoridade
 
Um ancestral da Lei Mosaica?
 
Muitos acreditam que quando Moisés escreveu as leis de Israel um século e
meio mais tarde, apenas fez uma cópia
do Código.
 
Algumas leis, como a lei do talião
(olho por olho), são de facto similares
aos princípios enunciados por Moisés.

 um ancestral da Lei Mosaica?

No entanto, é de admirar que a consciência de um governante notável, com um tal senso inato do bem e do mal (Romanos 2:13-16), o tenha levado a formular um tratado do exercício da justiça para “ empenhar o país na verdade e na equidade? ” Existe, porém, na Lei uma dimensão espiritual e a perspectiva de um culto superior.
 
Os dez mandamentos destacam a adoração do deus de Israel, ao passo que o código se concentra principalmente em questões seculares e contenta-se de glorificar o rei e servir os seus interesses políticos. Como ela era "santa, justa e boa” (Romanos 7:12), a Lei exerceu uma influência poderosa na vida dos judeus. Regulamentava o culto deles e estipulava períodos de descanso semanais e anuais, sábados e Jubileus, que promoviam a estabilidade económica da nação e protegiam os direitos do indivíduo
 
 
O terceiro mandamento:
"Lembrando o dia de sábado para o manteres sagrado” (Êxodo 20:8-10),
 
representa uma contribuição nova
e única na história da humanidade,
 
uma inovação revolucionária: o descanso semanal para homens, mulheres e animais. Não há nos Dez Mandamentos,
 
um primeiro esboço estruturado dos Direitos do Homem e da Mulher?"
 
Albert Hari,
Os direitos humanos na Bíblia e hoje
 
Mesmo quando os dois códigos diferem pouco na escrita, eles diferem muito no espírito. Roubo e o encobrimento de objectos roubados resultavam na morte (leis 6,22), ao passo que em Israel, o castigo envolvia uma compensação à vítima (Êxodo 22:1, Levítico 6:1-5).
 
Qualquer pessoa que abrigasse um fugitivo era condenado à morte (leis 15,16,19), ao passo que a lei mosaica proibia trazer para a casa de seu amo um escravo que havia fugido. (Deuteronômio 23:15-16).

Às vezes, há uma grande diferença no modo de tratar os assuntos.

Existe, porem, na lei uma dimensão espiritual
e perspectiva de culto superior

Se os dez mandamentos condenam o assassinato, os outros textos da Lei fazem a diferença entre o homicídio intencional e não intencional. Aspecto notável, o Código não fala de homicídio intencional, e não é explícito quanto à punição prevista. Se uma mulher grávida perde o bebé após os golpes que recebeu, a punição, execução ou pagamento de uma quantia de dinheiro varia de acordo com a classe social do agressor. (Leis 209,214).
 
 
O Código previa também punição
" por solidariedade". Um dos artigos diz:
"Se foi um filho do dono da casa que o construtor matou, matara-se o filho do construtor.

A Lei diz ao contrario: “Os pais não devem ser mortos por causa dos filhos e os filhos não devem ser mortos por causa dos pais" (Deuteronômio 24: 16).

Cada artigo começa com uma
formulação casuística, no condicional:

"Se um homem fizer isso ou aquilo…”
 
Vista do Monte Sinai.
Foi onde Moisés recebeu os 10 Mandamentos (Êxodo 19 e 20)
 

"Teus olhos viram até mesmo
meu embrião, E todas as suas
partes estavam assentadas
por escrito no teu livro."  
- Salmo 139:16

 
A Lei diz: "Mas se acontecer um acidente fatal,
então terás de dar alma por alma". (Êxodo 21:23).

  
Uma análise literal do texto mostra que a palavra traduzida por 'prejuizo' em algumas traduções significa um acidente mortal, incluindo tanto a mãe como a criança por nascer.
 
Embora a lei francesa ainda não reconheça
o feto como pessoa , a vida humana é preciosa
aos olhos de Deus, mesmo durante as fases
iniciais do seu desenvolvimento.  - Salmos 139:16

 Antes do nascimento, a criança é simplesmente uma coisa,
um aglomerado de células

ou um paciente?

Claude Sureau 
 
 
Como o Código refere-se apenas a casos específicos e limitados, parece ser um guia jurídico para ajudar os juízes a resolver os casos através de precedentes ou alterar decisões anteriores. Ele não procura estabelecer princípios ou leis. Diferença essencial em relação aos Mandamentos qualificados como "apodícticos, porque são categóricos e absolutos, proibições ou exigências muito breves, completas em si mesmas e que não é preciso explicá-las.
 
 
"A lição fundamental
que me ensinou
a história
é a mesma que

a expressa por Jesus.
 
Nada no mundo é melhor
do que amor. "
 
Will Durant
  Finalmente, considere o último dos dez Mandamentos: "Não cobiçarás". Esse mandamento é único na história do direito. Ele toca na raiz do crime, mas sua observância depende muito da própria pessoa. Na verdade, enquanto o Código reflecte facilmente um espírito de vingança, a Lei diz: "Não deves odiar teu irmão no teu coração. [...] Tens de amar o teu próximo como a ti mesmo". (Levítico 19: 17,18). Esta lei divina, moldará para sempre o pensamento cristão.
 
E para os cristãos, “Toda Escritura (incluindo a lei dada à Moisés), é inspirada por Deus, (Lit. The·ó·pneu·stos, soprada por Deus), e proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas, para disciplinar em justiça”. - 2 Timóteo 3:16
 
Esta redução da estátua de Miguel-Ângelo representa Moisés sentado com chifres na cabeça.
 
Segundo a Vulgata Latina da Bíblia, Moisés tinha o rosto "cornudo" após ter recebido Lei de Deus no Monte Sinai (Êxodo 34:29).
 
Estes chifres, na verdade, são apenas uma curiosidade artística devido a um erro de tradução (A Bíblia Thompson, nota o).
 
A palavra hebraica também têm o sentido de emitir raios. Isso sugere a forma ao invés da substância, de um ou vários chifres."
 
O apóstolo Paulo confirma a boa explicação
porque fala da "glória do rosto de Moisés ".
- 2 Coríntios 3:7.
Moisés     ML 22
 
Código de Hamurabi
 

 





Carte Chronologie Début du départementSceau cylindre de roi prêtreAntiquités EgyptiennesAntiquités Romaines Haut de page