Visite
Ajoutez à vos favoris
Recommandez LB
o Louvre com a Bíblia
default.titre
default.titre
Subscreva à Newsletter !
www.louvrebible.org
Sala das Cariátide
Arte Romana
Julio-Claudiana Período
Antiguidade tardia
Gália, África e Síria




 
 
Alexandre e seus generais
  
Retrato de Alexandre, o Grande,
 
dito Hermes  Azara   MA 436
 
Richelieu Sala 17
Não pode ser visto em março 2013
 
A inscrição gravada sobre este Hermes
(pilar cuja parte superior é esculpido
em forma de cabeça) identifica  com
toda  certeza
 
Alexandre [o Grande] ,  filho de Filipe
[Rei ] da Macedónia.
 
Reconhece-se pelo cabelo leonino com madeixas de calbelo caido sobre a sua testa.

Alexandre O Grande, seus generais e Biblia

A Bíblia predisse que o  reino unificado de Alexandre seria destruido e " dividido mas não a sua posteridade " (Daniel 11:4,5) . Após sua morte, em 323 antes da era comum, seu filho legítimo Alexandre IV, e seu filho ilegítimo Heracles, foram assassinados, e seu império foi dividido entre seus quatro generais.

 

 
A Batalha de Arbela    INV 2895
 
Sully 2è    Le Brun sala 32
 
Le Brun representou  o momento em que o destino da guerra mudou a favor dos macedônios. Dário, num carro monumental preparava –se para fugir. Por trás de Alexandre,  o adivinhador  Aristandre mostrava aos soldados  a águia que voava por cima do príncipe e presságio de victória. 
 
O reinado do imperador persa Dário III em 331 terminou subitamente quando ele sofreu um terrível revés diante de Alexandre o Grande, em Gaugamela, perto de Níniva. Esta derrota marcaria o declínio do poder mundial Medo-Persa, simbolizada pela parte em prata da imagem vista por Nabucodonosor num sonho. - Daniel 2:32,39.
 
 
Entrada de Alexandre na Babilônia   
 
inv 2898
 
Sully 2è Le Brun sala 32  
 
Alexandre vencedor,  está de pé n uma carruagem puxada por dois elefantes,e faz sua entrada na Babilônia que vemos no fundo dos terraços com seus jardins suspensos.
 
Também é realizada uma outra visão profética de Daniel - o livro cuja autenticidade foi confirmada por Jesus Cristo (Mateus 24:15). Tratava-se de um "bode peludo, o rei da Grécia, [e]com  o grande chifre entre os olhos [que]  é primeiro rei." (Daniel 8:5, 20-21). Diz-se que "quando ele  tornou-se  forte, aquele grande chifre foi quebrado, e depois foi substituido por [...] quatro chifres para os quatro ventos do céu. "- Daniel 8:08.


Seleuco 1er Nicator

Seleuco 1er Nicator     MND 2272

 
 
Sully Caryatides sala  17
 
Um dos quatro generais de Alexandre o Grande recebeu,  logo após a morte súbita dele,  em 323
antes da era comum , a Mesopotâmia e a Síria.
A identificação deste retrato com Seleuco tem como base a comparação com as moedas deste soberano com o capacete.

 
' Primeiro Rei do Norte '. A dinastia Seleucida que ele fundou na Síria permaneceu no poder até 64 antes da era comum e opôs-se a dinastia de Ptolomeu-Lagides ou o " Rei do Sul " relativamente à posição geográfica do país, ocupado pelo povo de Daniel. - Daniel 11:4,5.

Ptolomeu 1er Sôter

 

Ptolomeu 1er Sôter     MR 457

 
Denon Rés de chão Tribunal do sphinx sala 31

 

É um dos quatro generais de Alexandre  o Grande, que recebeu o Egipto e a Palestina.
Esta escultura - retrato foi identificada por comparação com as moedas cunhadas com a sua imagem.

Primeiro Rei " do Sul " (Daniel 11:4,5).

Criou a dinastia ptolomaica e permaneceu à frente do Egipto até a sua queda frente a Otaviano, sobrinho de Júlio César em 30 A.E.C

Foi para província romana que José e Maria fugiram com o menino Jesus para escapar ao decreto de Herodes. Partiram novamente depois de sua morte, cumprindo assim a declaração de Oséias: “ Do Egipto chamei meu filho. ” -  Mateus 2:14,15.

Esta notável história escrita com cerca de 200 anos de antecedência, mais uma vez confirma que "nenhuma profecia da Escritura provém de uma interpretação pessoal mais os homens falaram da parte de Deus[...] como eles foram usados pelo Espírito Santo. "2 Pedro 1:20-21.
 
 
 
 

 





Carte Chronologie Antiquités OrientalesAntiquités EgyptiennesAlexandre le GrandMelpomène et hypocrisie Haut de page