Visite
Ajoutez à vos favoris
Recommandez LB
o Louvre com a Bíblia
default.titre
default.titre
Subscreva à Newsletter !
www.louvrebible.org
Une visite
de trois départements
du Louvre
En vingt trois étapes




 
Tito                MND 2224

Denon sala 25


Tito e a queda de Jerusalém


Este retrato realizado sobre uma efígie
do imperador Nero (54-63 d.c.)
após a damnatio memoriae (condenação
da lembrança) do qual este foi o objecto
é de um estilo naturalista e sensível.

Ele reflete as influências helenísticas
que emergiram da escultura Flaviana.

O nome deste imperador romano (79-81),
filho mais velho de Vespasiano,
está intimamente ligado à destruição
de Jerusalém e do segundo templo
em 70 da e.c.
 
Para comemorar esta vitória, seu irmão Domiciano ergueu em Roma o Arco de Tito, testemunha silencioso do cumprimento duma das mais notáveis profecias de Jesus Cristo, anunciada quarenta anos antes.

"Quando virdes Jerusalém cercada por exércitos acampados, então sabei que sua desolação  aproximou-se. Então que aqueles que estiverem na Judeia fujam [...] porque haverá grande aperto no país [...]  e eles cairão pelo fio da espada e serão levados captivos para todas as nações. "- Lucas 21:20-24.

Tito, Vespasiano e Biblia

 
'A inscripção original no ático
que dá  para o Coliseu mostra
que o arco teria sido construido por Domiciano
depois do ano 81, data da morte de Tito.


Sob o arco, baixo-relevos mostram
os soldados com objectos saqueados do Templo
castiçal com sete ramos, mesa de pães de
proposta e trombetas sagradas.


Arco de Tito em Roma www.wikipedia
 
 
    O triunfo de Tito e Vespasiano    Inv 423

    Denon primeira Grande Galeria Sala 5

    Inspirado da Vida dos Césares
    de Suetônio, a cena representa Tito
e Vespasiano, coroados pela vitória.
    Eles seguem a Judéia captiva
    representada por uma prisioneira
    transportada por cavalos e precedida
    por o castiçal com sete braços
    do Templo de Jerusalém.

 Tito e a queda de Jerusalém

A prédição que segue é um exemplo da precisão da profecia: " Teus inimigos farão uma fortificação em tua volta, com estacas afiadas e te cercarão " (Lucas 19:43). O historiador Joséfo diz-nos que " muitos estavam desesperados por tomar a cidade, com os engenhos habituais. "

O  jovem general Tito decidiu que "era necessário, se eles quisessem aliar rapidez e segurança, cercar toda cidade com uma muralha”. A muralha foi construída em três dias, a uma velocidade quase inacreditável para uma obra que teria levado meses para a sua conclusão. Trata-se exactamente ' a fortificação com estacas afiadas ’  que Jesus tinha predito!
 
Uma das declarações mais marcantes de
Jesus é relativa o segundo templo,

obra de arte arquitectónica e orgulho do Império Romano: "Eles não vão deixar em ti pedra sobre pedra. "(Lucas 7:44; 21:6).
 

" Eles não vão deixar em ti 

pedra sobre pedra. "

Lucas 21:6

 
Ao contrário das intenções iniciais de Tito, toda a cidade e seu templo foram arrasados com a excepção de três torres e uma parte do muro ocidental. Em 66, a população judaica rebelou-se contra o império romano. Quatro anos depois, em 70, as legiões romanas lideradas por Tito reconquistaram e destruiram Jerusalém, incluindo o Segundo Templo.
 
Este evento, particularmente doloroso na história dos Judeus, é comemorado anualmente em 9 de Av.

As enormes pedras que sustentavam o Segundo Templo ainda estão em pé.

A destruição do Segundo Templo

Francesco Hayez Veneza
 
Céstio Galo investiu Jerusalém em 66, mas acabou com o estado de sítio enquanto que a cidade corria um iminente estado de sítio. Esta reviravolta de eventos permitiu que os cristãos que estavam atentos às palavras de Jesus anunciadas trinta anos mais cedo fugissem da cidade condenada.
 

" Então que aqueles que estiverem

na Judéia fujam para começar "

Lucas 21:21

 

" Todos os membros da Igreja de Jerusalém fugiram para uma cidade

além do Jordão, do nome de Pella "

Eusébio

Vista de Pella   www.bibleistrue    

 
Verdadeira lição histórica de sobrevivência!

E provas notáveis de que as profecias da Bíblia não são baseadas em interpretações humanas de circunstâncias ou das tendências existentes no momento em que elas foram emitidas e que é " necessário prestar atenção às mesmas ". - 2 Pedro 1:19.

 




Haut de page